Junto com o crescimento das redes sociais, aumentou o número de casos em que os jovens usam esses ambientes para assediar outros indivíduos, a partir da prática de bullying – agressões intencionais, feitas de maneira repetitiva, por uma ou mais pessoas. Para reverter esse cenário, uma universidade da Inglaterra pediu a ajuda da polícia para desenvolver um projeto de conscientização.

Com isso, a partir de hoje (28/2), investigadores de polícia vão iniciar um trabalho na Universidade Thames Valley. O objetivo é alertar os pais dos estudantes que praticam o bullying pelo Facebook, sobre as possíveis consequências legais desses atos.

Para executar o projeto, a iniciativa contará com o apoio dos alunos, que serão incentivados a denunciar o assédio virtual e guiar os policiais até os acusados. Todos os estudantes que tiverem escrito mensagens ofensivas no Facebook serão investigados e, se ficar caracterizado o bullying, receberão o alerta.

A universidade explica que a medida está sendo tomada para evitar que os estudantes que praticam o bullying acabem sendo indiciados pela justiça, por conta da prática de um crime. E, se a experiência for bem-sucedida, existe uma perspectiva de que o projeto seja expandido para outras escolas ao redor do mundo.

fonte:Olhar Digital – http://olhardigital.uol.com.br/jovem/redes_sociais/noticias/universidade_inglesa_vai_enviar_cartas_para_os_pais_alertando_ciberbullying

Por: Eniac

Publicado em: 2 de março de 2011

Categorias: Sem categoria.