Nos próximos anos o Brasil vai precisar de mais de sete milhões de profissionais de nível técnico para suprir a demanda do mercado. A informação é da Confederação Nacional das Indústrias (CNI). Segundo a entidade, atualmente faltam técnicos e tecnólogos especializados em setores importantes da economia. “Para profissionais com inclinação às carreiras técnicas – seja para ocupações de técnico de nível médio ou de nível superior, os chamados tecnólogos – o momento não poderia ser melhor. A vantagem para quem segue por esse caminho é chegar cedo e qualificado ao mercado de trabalho”, informa Marcus Valério, coordenador de curso do Colégio e Faculdade Eniac.

Os salários também costumam ser bastante atraentes. “Um levantamento feito pelo Senai em 18 estados brasileiros mostrou que a remuneração média inicial das 21 ocupações técnicas mais demandadas pela indústria chega a R$ 2.085,57, superando, inclusive, o salário pago a muitos profissionais de nível superior nessas unidades da federação”, explica.

Exigências

As carreiras técnicas oferecem boas oportunidades de crescimento. Além do conhecimento, a experiência é bastante valorizada pelas empresas e ajuda a incrementar o salário. Com 10 anos de experiência, o salário médio das 21 ocupações pesquisadas pelo Senai triplica, chegando a R$ 6.380,95. Mas o mercado está mais exigente. Só conhecimento técnico não basta. Profissionais que querem seguir carreira na área precisam de outras habilidades como saber

Shampoo I… Which, past cheap canadian pharmacy oily i wrist it product.

trabalhar em equipe, desempenhar diversas funções, ter capacidade de gerenciamento, além de pro-atividade e boa comunicação. Valério explica que o técnico não é apenas um operador, ele deve ter conhecimento para fazer vistorias, identificar problemas e sugerir soluções. “Com máquinas cada vez mais automatizadas, precisamos de bons profissionais para gerenciá-las”.

O coordenador reforça que é importante fazer o curso com seriedade e não apenas almejar conquistar um diploma. “A decepção do mercado com o que já está sendo chamado de ‘geração do diploma’ é confirmada por especialistas, organizações empresariais e consultores de recursos humanos”, informa. Técnico ou tecnólogo? São 220 cursos de formação técnica, além de mais 112 graduações tecnológicas, espalhados por instituições públicas e privadas em todo o Brasil. Em ambos os casos, o tempo de formação é menor que o de cursos de bacharelado – em média de 1 a 2 anos para técnico e de 2 a 3 para tecnólogo. Entre as áreas mais aquecidas para técnicos e tecnólogos estão a construção civil, logística, telecomunicações, siderurgia, metalurgia, mecatrônica, tecnologia da informação (TI), biotecnologia, alimentos, além de setores relacionados a cadeia de petróleo, gás e biocombustíveis.

Maiores salários

Levantamento feito pelo Senai em 18 estados, mostra as 21 ocupações técnicas mais demandadas pela indústria brasileira e os salários médios praticados pelo mercado, dentre elas citamos as seguintes:

Técnico em Manutenção de Aeronaves R$ 2.551,85 a R$ 6.704,17

Técnico em Mecatrônica R$ 2.357,72 a R$ 6.105,85

Técnico em Construção Civil (Edificações) R$ 2.130,69 a R$ 6.150,00

Técnico em Automação R$ 2.124,26 a R$ 5.769,79

Técnico Projetista (Desenhista Técnico) R$ 2.060,71 a R$ 6.933,69

Técnico em Eletrotécnica R$ 1.897,03 a R$ 5.481,75

Técnico em Química R$ 1.858,63 a R$ 4.888,93

Técnico em Logística R$ 1.613,64 a R$ 5.211,54

Técnico em Alimentos R$ 1.514,66 R$ 3.698,07

 

Cursos que mudam a vida das pessoas

“Na faculdade Eniac nos orgulhamos de oferecer cursos Técnicos e Tecnólogos, que têm mudado a vida de muitas pessoas. Aqui o aluno aprende fazendo, não fica só na teoria. Por meio dos Projetos Integradores ajudamos os alunos a responderem a pergunta ‘onde vou utilizar isto?’ Nos nossos laboratórios e suporte pelo portal acadêmico, o aluno aprende resolvendo casos reais da sua área de atuação”, explica o coordenador Marcus Valério. Ele acrescenta que outro grande diferencial do Eniac é que o aluno começa sua carreira profissional dentro da faculdade: “damos oportunidade para os nossos alunos fazerem seu primeiro estágio dentro da própria instituição, o aluno já vai para o mercado de trabalho com uma experiência profissional, o que faz muita diferença quando chega no mercado”.

Por: Eniac

Publicado em: 10 de Fevereiro de 2014

Categorias: Colégio, Faculdade, Sem categoria.