Lixo Eletrônico

A cada ano o mundo produz pelo menos 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico, sendo grande parte deste volume descartada incorretamente junto ao lixo comum liberando substâncias químicas que penetram no solo, contaminam os lençóis freáticos, plantas, animais e causam inúmeras doenças ao ser humano. Entretanto, as estatísticas dizem que há mais ouro em 1 tonelada de lixo eletrônico, do que em 17 toneladas do minério bruto do metal.
Estaríamos diante da solução, e seria ela tão simples?

O lixo eletrônico é proveniente de equipamentos eletroeletrônicos, com os quais o ser humano passa grande parte de sua vida em constante contato com eles, tais como aparelhos celulares, computadores, televisores, agendas eletrônicas, etc. Quando estes aparelhos perdem suas funções, por danos, pelo tempo, de vida útil, ou por estarem obsoletos em relação a novas tecnologias, eles se tornam resíduos que contém substâncias que podem causar danos à saúde e ao meio ambiente.
Para que isso não aconteça devem ter o destino correto, no entanto, grande parte do lixo eletrônico gerado pela população não é descartada corretamente, e esta ação está crescendo cada vez mais devido às pessoas não terem consciência do perigo que estão causando e, principalmente, devido ao avanço contínuo da tecnologia, lançando a cada dia novos produtos descartáveis que superam os aparelhos anteriores.

Por: Eniac

Publicado em: 13 de junho de 2014

Categorias: Sem categoria.