São Paulo – A nova preferência energética do Google, que consome cerca de 2,25 milhões de megawatt-hora de eletricidade por ano, está relacionada à questão econômica. Por isso, a empresa tem aumentado seu investimento em energia eólica.

Isso acontece porque a energia gerada pelo vento é pelo menos 50% mais barata do que a solar. Mesmo assim, maior parte do investimento do Google em energia renovável é destinada aos projetos de energia solar.

No ano passado, de toda a energia consumida pelo Google, 30% era eólica. Entretanto, 917 milhões de dólares foram investidos em energia renovável e 622 milhões para energia solar.

A mudança de investimentos do Google para energia eólica também está relacionada ao governo Obama, que tem incentivado o uso desse tipo de energia. Por isso, desde o começo do mandato de Obama, houve crescimento de fazendas eólicas. As empresas Starbucks, Intel e Bank of New York Mellon estão entre as que mais investiram em energia eólica em 2010.

O Google já investiu 157 milhões de dólares em dois projetos de desenvolvimento de energia eólica. Um dos maiores investimentos da empresa consiste na criação de um parque eólico no Deserto de Mojave, o local mais elevado do Deserto da Califórnia. O Google também prometeu a construção da maior usina eólica do mundo, com um incentivo de 100 milhões de reais.

Mesmo assim, o Google não pretende deixar a energia solar de lado. Segundo Gary Demasi, um dos administradores do Google, o valor da energia solar tem diminuído e a empresa está atenta. Apesar dessas energias renováveis serem mais caras, principalmente em curto prazo, o Google tem demonstrado interesse em ações que reforcem o compromisso da empresa em compensar suas emissões de carbono.

Fonte: Info.abrilhttp://info.abril.com.br/noticias/tecnologias-verdes/google-aumenta-investimento-em-energia-eolica-08032012-39.shl

Por: Eniac

Publicado em: 8 de março de 2012

Categorias: Sem categoria.