Você sente que algum trauma atrapalha seu desempenho no trabalho? Veja como deixar essa memória no passado de vez

 

MEMÓRIA

Fonte: Shutterstock

 

É comum pensar que sua memória funciona como um DVD: toda vez que você quer resgatar um evento, basta colocar o disco para tocar e você a terá ali na sua frente, de uma maneira vívida ou vaga, acontecimentos marcantes da sua vida. Entretanto, a última edição da revista The New Yorker mostra o contrário.

Segundo artigo científico publicado, a memória funciona semelhantemente à edição de vídeos, porque a cada vez que você a revisita, você recria e rememoriza os fatos e seus sentimentos diante deles. Em termos mais científicos, é como se você reconstruí-se a estrutura do seu cérebro, reconectando seus neurônios de uma nova maneira.

Como usar isso para ter sucesso? É inegável que suas memórias influenciam suas atitudes e comportamentos, aspectos cruciais para o desenvolvimento de um bom trabalho e relacionamento com seus colegas. Portanto, sabendo controlar essa “edição” das suas memórias, evitando que lembranças ruins o impeçam de realizar determinadas atividades e usando suas boas como incentivo no ambiente de trabalho, mais próximo você estará do sucesso.

Este método funciona da seguinte forma: para diminuir o efeito das suas lembranças ruins, imagine-a ficando cada vez menor e insignificante, como se ela estivesse presa numa antiga televisão. No caso das boas memórias, faça o oposto: pense nelas cada vez maiores, como se estivessem sendo transmitidas num cinema, e tente se lembrar dos sentimentos que você teve de uma maneira mais viva. Repita esses exercícios de cinco a dez vezes até sentir os efeitos.

Geoffrey James, autor do artigo “How to rewire your brain for sucess” (“Como reconectar seu cérebro para o sucesso”) na The New Yorker, a técnica é eficiente. “Tenho usado esse método durante anos, sem entender direito os motivos para ele funcionar. Agora que sei que há neurociência por detrás dele, editarei e melhorarei minhas memórias diariamente.” E, para você, funciona?

 

Fonte: Universia.com

Por: Eniac

Publicado em: 24 de julho de 2014

Categorias: Sem categoria
Tags: , , , .