Ocupar um espaço no mercado de trabalho é uma tarefa que parece desafiadora. A missão ganha contornos assustadores quando é encarada por quem tem pouca idade e ainda não conhece esse ambiente. Para simplificar o caminho, é interessante saber o que é esperado dos jovens profissionais.

Ao entender o que as empresas buscam, fica mais fácil se adequar e conseguir uma posição. Principalmente, identificar o seu papel é determinante para obter resultados melhores. Afinal, todos desejam ter sucesso, não é mesmo?

Para que não restem dúvidas, veja o que o mercado de trabalho quer dos jovens profissionais e entenda essa relação.

Como o estilo de vida dos jovens impacta o ambiente profissional?

Os Millennials fazem parte da geração que nasceu de meados na década de 1980 até 1990. Muitos estão no começo da vida profissional, principalmente depois de tantas especializações e formações acadêmicas.

Conectados, foram o primeiro grupo que acompanhou o desenvolvimento da tecnologia com o próprio crescimento. Então, são os primeiros a unirem a tecnologia à atuação no mercado de uma forma orgânica.

Essa familiarização com os avanços e com a internet também influenciou o comportamento. Os integrantes dessa geração querem fazer a diferença, querem ser únicos e têm uma abordagem única.

O estilo de vida é muito mais minimalista, menos apegado a certos bens materiais e menos fixo. Tudo isso impacta as decisões de carreira e até a forma de agir profissionalmente.

É possível encontrar profissionais autônomos e, ao mesmo tempo, colaborativos. Mais que nunca, estruturas horizontais e que busquem o bem-estar no trabalho são importantes.

jovens-profissionais

A visão de mundo

Outros pontos têm a ver com os valores e a percepção de mundo. Os atuantes dessa geração querem compartilhar valores com o empreendimento e buscam um propósito maior. O trabalho, então, tem um contorno destacável para a vida de cada um.

Para completar, os Millennials esperam receber feedbacks com frequência. A orientação é um fator essencial para que eles possam se encaixar melhor no mercado e, assim, seguir por caminhos de sucesso.

Tantas transformações, naturalmente, acabam se chocando com os mais antigos. Então, os jovens profissionais têm que estar preparados para possíveis conflitos de geração. Essa é, na verdade, uma oportunidade para que todos aprendam.

Quais são as características mais desejadas?

É claro que o mercado de trabalho deseja competência técnica e novas experiências no currículo. No entanto, há muitas outras competências que podem e devem ser trabalhadas para consolidar uma atuação melhor.

Para entender o que esse espaço espera dos jovens profissionais, continue a leitura e tire as suas dúvidas!

Inovação e ideias fora da caixa

Quando alguém jovem entra no mercado de trabalho, ele traz consigo uma nova perspectiva. Especialmente quando nunca esteve nesse ambiente, a sua visão é limpa sobre todo o cenário.

O resultado é que há um entendimento diferente sobre operações e metodologias. Os jovens realmente preparados conseguem identificar problemas e soluções, bem como são capazes de sugerir com mais propriedade.

O mercado também deseja o espírito constante de mudança, sempre em busca da otimização e da criação de processos.

Adaptação à flexibilidade no trabalho

Sabe aquela ideia de bater o cartão de ponto e ficar dentro de um escritório o tempo todo? Para os jovens profissionais, isso é coisa do passado.

Os Millennials, principalmente, desejam ter equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Então, é preciso incorporar novas formas de trabalho.

O mercado sabe disso e deseja que o jovem saiba usar essa liberdade a favor dos resultados. É o caso de saber se adaptar com o modelo de home office ou trabalho remoto. Também tem a ver com fazer o seu próprio horário, em busca de máximo rendimento.

É hora de deixar para lá a ideia de uma jornada de trabalho linear e abraçar de vez a proposta de personalização e adaptação às necessidades.

Visão estratégica

Será que somente os gestores devem ter uma visão estratégia? No cenário atual, pode acreditar: não é bem assim.

Afinal, os Millennials querem cada vez mais ambientes colaborativos, horizontais e integrados, certo? Para tanto, é preciso que eles assumam um papel muito completo e que observa tudo o que existe ao seu redor.

Os profissionais precisam, mais que nunca, compreender como a atividade se relaciona na grande corrente que é a empresa. Entender o que acontece além das barreiras da própria mesa e estar disposto a colaborar são aspectos essenciais para ter uma carreira de sucesso.

Senso de dono

É totalmente natural sentir ansiedade e empolgação ao chegar ao mercado. Os jovens profissionais são intensos por natureza e desejam aproveitar ao máximo cada experiência profissional.

Isso cria o cenário perfeito para uma expectativa bem especial: a de ter o senso de dono. Nesse caso, o colaborador não se enxerga apenas como funcionário, mas como um dos responsáveis pelo sucesso.

Mais que isso: o objetivo é que os profissionais cuidem do espaço e se empenhem como se a empresa fosse deles;

Isso, inclusive, motiva a questão da inovação. Com o senso de dono a todo vapor, é mais fácil ter interesse em buscar soluções e novas possibilidades. Desse jeito, volta-se ao começo, o que só reforça esse conjunto de qualidades.

E a formação dos jovens profissionais?

Os conhecimentos também são essenciais, então o mercado espera uma formação completa e adequada. Obter um diploma de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo ajuda a dar força para o currículo e a demonstrar a sua habilidade em desempenhar certas funções.

Mais que apenas ter o diploma, o mercado espera uma formação completa, integrada e alinhada com as novas necessidades. Ou seja, é preciso buscar uma instituição com uma grade curricular atualizada e que seja capaz de atender às novas exigências profissionais.

Também é bem-vinda a realização de cursos, especializações e outras modalidades. A atuação voltada para áreas específicas cria profissionais altamente qualificados para certas funções. Como há uma falta de talentos qualificados, esse é um ponto muito interessante de diferenciação.

O mercado requer que os jovens profissionais tenham mais que conhecimento técnico. Dos Millennials, diversas características são esperadas. Ao conhecê-las, você tem a chance de oferecer esse perfil para ocupar o seu desejado espaço.

Depois de entrar no setor, é hora de saber como subir. Baixe o nosso e-book gratuito e veja como atingir o topo da carreira administrativa!