Minha curiosidade era saber como tudo começou!

Conversei com o Prof. Sebastião Garcia Jr para conhecer mais de perto sua atividade junto ao FabLab e ao Espaço Maker do Eniac.

Ele conta que chegou ao Eniac por meio de convite do atual pró-reitor de ensino Prof. José Carvalho, para ministrar aulas nos cursos no Pronatec. Trabalhava numa empresa de autopeças e desde 1990 vinha atuando nos mais variados segmentos de indústrias multifuncionais. Realizou, inclusive, vários cursos no exterior e atualmente é mestrando em engenharia mecânica de materiais na IFSP. Um vasto currículo até chegar à área acadêmica, hein? que segundo o Prof. Sebastião é totalmente diferente da área industrial.  Foi uma mudança e tanto … pois, segundo ele, ”nunca havia sido professor!”. Aliás, ele tem como premissa de vida estar sempre aberto a mudanças.

No começo de 2016 foi convidado pela Assessoria de Inovação Pedagógica do Eniac para participar da reformulação do currículo dos curso técnico em mecatrônica de modo a agregar novos e atuais conteúdos digitais de controle, supervisão e monitoramento como, por exemplo, a IoT (internet das coisas), que segundo Sebastião, “é um dos pilares da Indústria 4.0 (a chamada 4a. Revolução Industrial)”.

Lembra a da Profª Simone Vianna, Assessora de Inovação Pedagógica do Eniac, que Sebastião lhe perguntava : “o que é aprendizagem ativa?” "De que maneira os FabLabs e outros espaços makers quaisquer podem colaborar com a aprendizagem ativa?"

Mal sabia ele que a aprendizagem ativa era exatamente o que ele já promovia junto aos seus estudantes! Hoje ele não só entende o que é a aprendizagem ativa como enfatiza que “o professor precisa viver com intensidade o ato educativo juntos aos seus alunos, precisa compreender e ‘abraçar’ os princípios da aprendizagem ativa. Foi o que aconteceu comigo!”. Acrescenta a Profª Simone que o professor precisa "ousar inovar, precisa pensar em como trabalhar com o seu conteúdo de ensino de maneira desafiadora, o que a propósito pode ser feito no contexto do movimento maker".

Sebastião aponta que não dá para ter sucesso no âmbito maker, sem a gestão eficaz de seus recursos laboratoriais. Não é sem sentido que, hoje, o professor atua como gestor dos Laboratórios de Engenharia, do FabLab Eniac e do Espaço Maker. Como gestor dos Laboratórios de Engenharia trouxe o modelo rígido da indústria. Já, como gestor do FabLab e do Espaço Maker teve que remodelar sua forma de gerir para não engessar e oferecer liberdade de criação, afinal, estes ambientes têm como princípio criar e desenvolver ideias e, a partir daí, protótipos.

Hoje, no Eniac, muito do que acontece relacionado ao desenvolvimento de soluções tecnológicas, e ao apoio à pesquisa aplicada (respaldado pelo Nupe), passa, de alguma forma, pelo nosso, pelo seu Espaço Maker.

O prof. Sebastião sonha com a possibilidade da adesão da grande maioria dos professores envolverem-se com a aprendizagem ativa por meio da Cultura Maker, com o mesmo entusiasmo que vê na participação dos alunos. Será uma grande realização!!

Nós ficamos aqui só na torcida para que isso aconteça muito brevemente.

Venha você conhecer e utilizar nossos espaços de aprendizagem ativa mãos na massa!!

 

 

Aprendizagem "maker" com o Curso de Pedagogia do Eniac

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Miriam Barcellos

Publicado em: 20 de junho de 2017

Categorias: Aprendizagem Ativa, Inovação
Tags: , , , , .