Cerca de 600 representantes de instituições parceiras compareceram nas palestras e oficinas

A qualidade e acesso à educação profissional foram debatidas no seminário do programa Vence, promovido pela Secretaria da Educação, nos dias 13 e 14, em Serra Negra.

Especialistas da área participaram das mesas de discussões para apresentar casos de instituições de ensino técnico, números do Vence e regiões com potencial para expansão do programa.

O encontro também alinhou a forma de trabalho nas instituições parceiras por meio de oficinas temáticas sobre os desafios da gestão e organização do trabalho pedagógico, educação continuada dos docentes e o processo de ensino e aprendizagem.

O objetivo foi o de universalizar a qualidade do ensino oferecido aos alunos do Ensino Médio da rede estadual. “O encontro é muito importante para assegurar um avanço do ponto de vista dos procedimentos operacionais, pedagógicos e do estágio de formação dos alunos”, afirma a coordenadora do programa Vence, Lucia Lodi.

Futuro profissional

Lucas Lira Santos é ex-aluno do Vence. Ele cursou o Ensino Médio na E.E. Cidade Soimco II, em Guarulhos. No contraturno das aulas, o jovem estudou mecatrônica em uma instituição credenciada. O curso técnico possibilitou novas experiências e o ingresso no mercado de trabalho. Hoje, Lucas trabalha e estuda engenharia mecatrônica na faculdade. “O Vence representa o grande pontapé inicial na minha formação acadêmica”, diz.

Os projetos desenvolvidos no Vence também garantiram a oportunidade de viajar para o exterior. Lucas representou o Brasil no Mundial de Robótica, na Califórnia, Estados Unidos.

Vence

Na modalidade concomitante do Vence, ao mesmo tempo em que frequenta as unidades de ensino da rede estadual, o participante faz – no horário oposto – o curso técnico voltado ao mercado de trabalho em uma das instituições educacionais credenciadas.

Levantamento feito entre os matriculados mostra que os cursos técnicos de enfermagem e administração são os que concentram o maior número de participantes. Implantado em 2011, o programa já registrou 60 mil matrículas e com a ampliação em andamento serão 100 mil alunos atendidos até o final do ano.

Os cursos técnicos oferecidos, até o momento, estão distribuídos em 10 eixos tecnológicos, conforme o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, abrangendo diferentes setores da economia, como enfermagem, sucroalcooleiro, automação industrial, análise clínica, logística, informática, entre outros.

Além disso, existe também a modalidade integrada, na qual o aluno faz o Ensino Médio e o Técnico em um único curso. Esse modelo é oferecido em parceria com o Centro Paula Souza e com o Instituto Federal.

Por: Eniac

Publicado em: 20 de maio de 2014

Categorias: Colégio, Faculdade.