O Projeto Integrador do módulo Empreendedorismo, realizado por alunos ingressantes nos cursos de graduação do Centro Universitário ENIAC e orientado pelos professores Renato José, Rodrigo Schimidt e Maria Cristina, tem como base a metodologia ativa PBL (Problem Based Learning), ou Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP).
Esta metodologia possibilita aos alunos incorporar um papel mais ativo durante as atividades de ensino que são relacionadas com a demanda real do mercado. Nesta proposta, além do trabalho com os conteúdos do Projeto, as atividades de docência são planejadas de forma a trabalhar também as competências transversais, ou seja, competências e habilidades que permitem aos alunos experiências como cooperativismo, resolução de problemas, busca pela informação, gerenciamento de conflitos e a comunicação interpessoal.
Nesse sentido, a metodologia PBL incorpora os fundamentos da Interdisciplinaridade, uma vez que parte-se do pressuposto que uma disciplina ou uma única área do saber não são suficientes para se resolver problemas complexos. Por isso, as demais disciplinas do módulo como Modelos de Gestão, Organização e Processos Gerenciais, Comunicação Empresarial e Matemática contribuem e dão suporte para o desenvolvimento do projeto.
Este projeto propôs aos alunos a formação de grupos e a escolha de uma empresa real de pequeno porte, podendo ser um estabelecimento comercial, uma pequena indústria ou prestadores de serviços que já atuem no mercado. Foi sugerido aos alunos que escolhessem para o projeto empresas localizadas próximas de sua residência ou trabalho, visando a melhoria desses empreendimentos localizados na região.
O escopo contemplou as ferramentas utilizadas no mercado para estruturação, gerenciamento e divulgação dos negócios. Os alunos levantaram informações reais sobre a empresa, pesquisaram o seu início para apresentar sua história, apresentando seus produtos e serviços. Ao longo do projeto, percebendo as dificuldades e defasagem da empresa, propuseram melhorias a partir de ferramentas como o Modelo de Negócios CANVAS e a Matriz MERCE (Eliminar, Reduzir, Criar e Evoluir).
Produziram também vídeos para divulgação dos produtos e serviços das empresas, utilizando o conceito de Storytelling, podendo ser criado um roteiro com base na ‘Jornada do herói’, além de terem que gravar um vídeo para um Pitch de negócio, em que precisaram usar o poder de persuasão simulando uma conversa com um possível Investidor ou Angel, buscaram convencê-lo sobre a viabilidade do negócio com a garantia de um bom retorno financeiro sobre o investimento.
E o projeto ainda não terminou. Nesta segunda etapa que acontecerá até o final do semestre, cada grupo deverá desenvolver um questionário para validar as propostas de melhorias que deverão ser respondidas por pessoas da comunidade e clientes do estabelecimento, sendo enviada por aplicativos de mensagens e compartilhadas em redes sociais. Desta forma, receberão um feedback real, podendo validar ou não a melhoria proposta para a empresa, e desenvolverão também um site com o suporte das aulas de Informática Aplicada para divulgação, ampliando a visibilidade do negócio no mercado virtual.

Texto elaborado pelo professor Renato José, coordenador do módulo básico.

Rosana Quiterio

Por: Rosana Quiterio

Publicado em: 29 de outubro de 2018

Professora do Centro Universitário Eniac e membro da equipe de inovação acadêmica.

Categorias: Educação, Faculdade, Inovação.