Imagine um profissional treinado para resolver problemas, que conhece todos os detalhes e processos por trás de uma estrutura complexa e é capaz de apresentar soluções práticas, pautadas no conhecimento técnico e científico. Parece bom demais para ser verdade? Pois saiba que esse profissional existe: é o engenheiro!

Os engenheiros estão entre os profissionais mais procurados no mercado de trabalho. O crescimento econômico brasileiro nas últimas décadas demandou muita mão de obra para construção de infraestrutura, modernização de redes elétricas, de telecomunicações, de aumento da produtividade industrial, etc.

Nem mesmo a crise econômica recente conseguiu parar o avanço da área. O ritmo de contratações diminuiu, é verdade, mas ainda faltam profissionais qualificados no mercado!

Veja a seguir como está o mercado de trabalho para Engenharia, onde encontrar boas oportunidades e as melhores faculdades nas diversas áreas!

Mercado de trabalho para Engenharia

Acredite se quiser: mesmo com 1,2 milhão de engenheiros em atividade atualmente, ainda falta profissional no mercado!

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) revela que nos anos recentes aproximadamente 100 mil novos engenheiros desembarcaram no mercado de trabalho por ano. Esse número é quase cinco vezes mais alto que no ano 2000, quando o País teve 21 mil novos profissionais da área registrados.

Ainda assim, o mercado continua atrás de profissionais qualificados. Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que seria necessário quase dobrar o número atual de engenheiros até o ano 2020 para suprir a demanda do País.

Os engenheiros encontram trabalho em praticamente qualquer ramo de atuação da economia.

Como se dar bem no mercado de trabalho para Engenharia

Os engenheiros têm motivos de sobra para comemorar. Além de possuírem um dos índices de empregabilidade mais altos do Brasil – superior a 95%, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), também contam com boas médias salariais.

Só que para se dar bem nesse mercado não basta apenas ter a graduação. A concorrência é forte, o que aumenta a necessidade de desenvolver mais e mais conhecimentos.

Se você está pensando em seguir no mercado de Engenharia, veja alguns conhecimentos que é recomendável obter antes, durante e depois de entrar no mercado de trabalho.

  • Língua inglesa – é essencial o domínio fluente do inglês, dado que a Engenharia é uma ciência universal e muito material de pesquisa é oferecido nesta língua. Também é fundamental para conseguir estágios ou oportunidades de trabalho no exterior!
  • Língua espanhola – muitas empresas brasileiras de Engenharia têm se expandido pela América Latina, especialmente na Bolívia e no Peru, o que abre mais oportunidades para profissionais que dominam a língua espanhola.
  • Especialização – depois da formatura, busque cursos de pós-graduação. Pode ser uma especialização, um mestrado, um MBA, o que você quiser. Quanto mais conhecimento tiver um engenheiro, mais chances ele terá de se dar bem no mercado de trabalho

Os cursos de Engenharia exigem dedicação em tempo integral do aluno. São ao todo cinco anos de estudos intensos, horas e horas em laboratórios e muito cálculo pela frente.

Hoje já existem muitas opções de curso de Engenharia a distância – a de Produção e a Civil são as mais populares nessa modalidade. O diploma vale tanto quanto o presencial.

A graduação em Engenharia é obrigatória para quem quer seguir na área. Também é preciso ter registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) da região onde atua.

Fazer uma boa faculdade é fundamental para o sucesso profissional.

O Centro Universitário Eniac sem dúvida é uma excelente opção, pois além de oferecer cursos em diversas áreas, tem como foco o aprendizado prático e de forma dinâmica. Todos os cursos são reconhecidos pelo MEC e habilitam o profissional ao registro no CREA.

Por Prof. José Antonio Dias de Carvalho

Ana Bondioli

Por: Ana Bondioli

Publicado em: 21 de maio de 2018

Categorias: Empregabilidade, Engenharia, Faculdade, Mês do Trabalho
Tags: , .