A Revolução 4.0 (ou quarta revolução industrial) modifica profundamente o mundo do trabalho trazendo a inovação e competitividade como suas principais marcas.

A evolução dos sistemas produtivos e dos processos de trabalho representa um desafio exigente de adaptação pró-ativa não apenas para indústrias e empresas, mas também para os governos e instituições de ensino superior.

Os mais recentes desenvolvimentos na inteligência artificial, nanotecnologia, biotecnologia, genética ou na impressão 3D nos dão uma ideia da rede de interligações e de conexões que transcende a tradicional compartimentação de áreas científicas e tecnológicas. Isso indica claramente que esta revolução é muito mais ampla, holística e interdisciplinar do que outras mudanças que nosso sociedade assistiu até hoje. Os “smart systems”, a economia da partilha, a digitalização de processos industriais e o “cyber-phisical” são conceitos de tal modo abrangentes e interligados que determinam mudanças substanciais no mundo do trabalho e na vida quotidiana. A edição de maio da revista exame traz uma interessante reportagem sobre estas transformações.

“A quarta revolução industrial é a intersecção de todas as tecnologias” Zvika Krieger – Diretor do Centro para a Quarta Revolução Industrial do Fórum Econômico Mundial.

Instituições de ensino superior e empresas (no sentido amplo da palavra: hospitais, fabricas, teatros, etc…) devem estreitar os elos que já as unem, avançando para modelos colaborativos inovadores, que permitam, por um lado, desenvolver novas competências críticas com os atuais e futuros estudantes e, por outro lado, iniciar um processo de requalificação e readequação dos profissionais atuais, preparando-os para as alterações que estão aí. Adiantando-se a essas tendências, o Centro Universitário ENIAC oferece aos seus estudantes a oportunidade de atuar diretamente com diferentes setores empresariais, desde uma indústria tradicional, até uma creche ou instituição de caridade, colaborando ativamente para a resolução de problemas reais de impacto social.

Entre as principais preocupações de hoje está a transformação das profissões e dos tipos de trabalho para uma cultura de base digital, onde novos conceitos, tecnologias e processos se desenvolvem continuamente. Temos refletido muito sobre isso no ENIAC, pesquisando, investindo e propondo inovações pedagógicas de caráter integrador, transversal, centradas no estudante, em sintonia com um mundo global e em rede. Nossa infraestrutura tecnológica conta com salas de aulas equipadas com computadores, equipamentos multimídia e laboratórios como o FABLAB e o MediaLab, além de espaços inovadores de aprendizagem como o Arapa e o Arapatech, tudo isso oportuniza aos nossos alunos, ter contato direto, desde sua formação com a nova cultura digital; se apropriar e fazer dela instrumento transformador tanto em sua carreira profissional, quanto em sua vida pessoal, potencializando seu aprendizado.

Tá esperando o que? Vem pro ENIAC!

Ana Bondioli

Por: Ana Bondioli

Publicado em: 11 de junho de 2018

Categorias: Aprendizagem Ativa, Educação, Faculdade, Inovação
Tags: , , , .