O futuro da Saúde na Gamificação, agora!!

O advento da tecnologia provocou diversas mudanças na maneira de como interagimos com o mundo, e uma delas é a Gamificação, palavra derivada do termo em inglês “gamification”: significa aplicar teorias de jogos (games) em ambientes ou situações que necessitem de engajamento das pessoas para a resolução de problemas. São elementos da estrutura de jogos que tem como objetivo incentivar determinados comportamentos e resultados.

Segundo o site Infomoney, o mercado mundial digital de gamificação neste ano de 2018 terá uma previsão de movimentação acima de 5 bilhões de dólares.

GAMIFICAÇÃO COMO FERRAMENTA NA SAÚDE

Os games, enquanto ferramenta, além de tendência tecnológica, estão cada vez mais sendo utilizados na saúde. A gamificação na área da saúde teve um aumento significativo a partir de 2010, quando as empresas ligadas ao setor, perceberam a eficácia de tal ferramenta para atingir seus objetivos. As técnicas de jogos podem incentivar, educar, reeducar e conscientizar os usuários sobre a importância da adoção de um estilo de vida mais saudável.

Os jogos têm conquistado os usuários devido apresentarem conteúdos divertidos e mecanismos típicos de motivação como: competição e recompensa em cada fase que o jogador avança.

GAMIFICAÇÃO NO CURSO DE SAÚDE DO ENIAC

 

    

No ENIAC a gamificação no curso de SAÙDE já começou e foi muito divertido. Durante o curso de “Cuidador de Idosos” ocorrido no final de junho, foi utilizado um game de Avaliação de Risco de Queda do Idoso no ambiente domiciliar, produzido pelo MediaLab ENIAC. E a inovação não para por aí! Para que nossos  cursos da área de saúde fiquem ainda mais atrativos,  serão produzidos materiais didáticos gamificados que receberão orientação de nosso querido mestre, o Professor Cárfora. Aliás, vale comentar que uma de nossas alunas do curso de Saúde foi recentemente contratada como estagiária para atuar no MEDIALAB ENIAC. Isso sem falar das oficinas de gamificação que estarão disponíveis aos professores do curso de Saúde para que esse recurso tão inovador e importante seja aplicado nas aulas dos cursos técnicos e de graduação.

 

Por: Luczcena de Barros e Simone Vianna – pesquisadoras do NUPE,

e  Miriam Barcellos

Por: Miriam Barcellos

Publicado em: 5 de agosto de 2018

Categorias: Colégio, Educação, Faculdade, Inovação, Técnico.