Fazer Faculdade me ajuda a arrumar um emprego? Pra que estudar se é preciso ter tanta experiência?

Fazer uma faculdade, ou até mesmo, um curso técnico é importante e, certamente, pode lhe ajudar a encontrar um emprego, MAS, não garante nada. Hoje em dia o mercado está cada vez mais competitivo, e para se sair bem nessa, o profissional precisa estar cada vez mais bem preparado. Quando criança vivemos na ilusão de entrar na faculdade, cursar o curso dos nossos sonhos, ganhar bem, e trabalhar pouco. Infelizmente, como podemos presenciar, nada é tão lindo assim, e para piorar, o emprego anda escasso em todos os setores. Se você é formado, com certeza deve estar no imenso grupo de pessoas que andam desesperadas por não conseguirem ser aceitas em uma empresa ou comércio.

Mas será que a Faculdade me ajuda a arrumar um emprego? O gráfico, a seguir, traz informações sobre o nível de desempregados com habilidades do ensino superior. Podemos analisar que as coisas não são animadoras, ou seja, não está fácil mesmo, mas uma parcela grande desse desafio cabe a cada um de vocês, que precisam estar atentos a todas oportunidades para ingressar no mercado de trabalho

E aí? O que achou? A fórmula é simples: Você é jovem, tem um mundo cheio de oportunidades pela frente, uma cabeça cheia de ideias criativas e um currículo nas mãos, falta mesmo o tão sonhado emprego. Começamos então a selecionar empresas e disparar currículos, seleções e mais seleções são feitas e a cada resposta negativa você se pergunta no que está errando? ou se buscou pela profissão certa. A resposta para ambas as perguntas é sim! O que está acontecendo é um problema social devido aos grandes cortes que as indústrias fizeram nos últimos anos, a partir disso muito mais do que uma boa faculdade é essencial ter experiência!

Você já deve ter visto em muitos lugares a famosa frase “Estamos contratando – necessário experiência”. Isso acontece justamente pela alta competitividade, sendo assim é mais vantajoso para a empresa contratar alguém que já saiba desempenhar o serviço, do que alguém leigo no assunto e ter que perder um certo “tempo” para ensiná-lo.

Você, neste exato momento deve estar se perguntando: Não tenho experiência, e agora? Nossa sugestão é FOQUE NO APRENDIZADO CONTÍNUO! procure por cursos online ou presenciais, consiga os certificados, vivencie a rotina de um profissional de sua área pretendida, e vá anotando informações que possam te ajudar, futuramente. Outra coisa importante, INVISTA NO MARKETING PESSOAL, assim você conseguirá ser notado por suas habilidades e competências, mas não confunda com bajulação ou arrogância! Para isso, você tem que desenvolver ou aprimorar qualidades, que são muito bem vistas no mundo corporativo, e mostrá-las ao mundo.

Ter flexibilidade, jogo de cintura, foco, competência, mostrar-se como uma pessoa proativa, organizada, bem-humorada e positiva diante da vida pode abrir muitas portas em sua futura carreira profissional. Assim, invista na montagem de um currículo perfeito, completo e criativo, caso não saiba como fazer, temos aqui em nossos blogs um artigo orientando Como fazer um currículo perfeito que mostra, além de suas experiências estudantis e profissionais, quem você é e quais são suas melhores habilidades.

O QUE É MARKETING PESSOAL ?

 

Marketing pessoal é uma ferramenta usada para promoção pessoal, de modo a alcançar o sucesso. É uma estratégia usada para “vender” a imagem, e influencia a forma como as outras pessoas olham para quem a utiliza.

 

 

O marketing pessoal é muito procurado por pessoas que procuram entrar no mercado de trabalho, e é uma forma de diferenciação de todos os outros. Assim, em entrevistas de emprego, o marketing pessoal assume uma importância vital, porque o candidato ao emprego tem que saber como se expressar. O marketing pessoal capacita a pessoa a alterar a sua postura, imagem, e conduta.

Um indivíduo deve saber mostrar-se confiante, que tem capacidades específicas, valor, e que pode contribuir para o crescimento da empresa. Além disso, deve revelar capacidade de aprender e de tomar iniciativas, e inteligência emocional para lidar e se relacionar com outras pessoas. Tão importante como saber, é saber mostrar que se sabe!

Sabendo que o marketing pessoal e profissional estão relacionados, é importante saber mostrar no contexto laboral características como bom senso, responsabilidade, capacidade de liderança, maturidade, otimismo, empatia, ética, integridade, persistência, paciência, etc.

DICAS DE MARKETING PESSOAL:

Existem áreas importantes, que estão relacionadas com um bom marketing pessoal:

  • Capacidade de comunicação: não significa falar muito, mas falar o suficiente para que os outros entendam o que você está dizendo. E lembre-se, que o processo de comunicação tem dois sentidos, por isso também, é muito importante saber ouvir;
  • Postura profissional adequada: saber ser sério quando a situação exige seriedade. É importante saber se comportar em um contexto profissional, agindo de acordo com a sua função, e dentro da expectativa dos seus superiores;
  • Cuidados com a aparência: adaptar a forma de se vestir de acordo com o contexto em que está inserido. Por exemplo: não adotar um estilo informal em contextos formais (passando a imagem que não se importa e não segue regras), e estilos formais em contextos informais (intimidando e podendo passar uma imagem de superioridade);
  • Criatividade e inovação: mostrar disponibilidade e sugerir ideias que contribuam para resolução de problemas. Isto pode acontecer no contexto do trabalho, ou no pessoal, sabendo ajudar amigos quando eles precisam;
  • Humildade: não se considerar melhor que os outros e não promover sua imagem de forma agressiva e forçada perante outros. Quem faz isso, passa a imagem de arrogância e acaba prejudicando o marketing pessoal.

Se você não tem, ainda, habilidades que considere importantes em sua futura profissão certamente, têm algumas que possam ser melhoradas e trabalhadas Por exemplo, você é extremamente tímido e acha que isso pode te atrapalhar em sua futura profissão? Experimente, aos poucos, desafiar-se e enfrentar seus medos. Você pode começar dando uma opinião em uma discussão, em sala de aula. Ao ver que nada de trágico acontece, e que ninguém julgará você por isso, ficará mais confiante para novos desafios.

Você não se transformará, necessariamente, na pessoa mais extrovertida da classe, porque isso não faz parte de quem você é. O foco tem que ser não deixar que sua timidez lhe paralise, e impeça-o de conquistar o emprego de seus sonhos, e isso pode ser aplicado a qualquer característica que você deseja trabalhar para ser um melhor profissional. Neste guia rápido deixamos 5 dicas para conseguir um emprego após formado.

Mas, afinal a Faculdade influencia na hora de conseguir um emprego? Chegamos a conclusão que sim! Se o mercado está complicado para quem tem um diploma, imagine para quem não tem? Porém, muitas vezes, é recomendado começar por baixo, talvez um estágio que lhe traga um plano de carreira, disponibilizando um crescimento dentro da empresa, até chegar ao seu cargo desejado. Portanto, quando você terminar a faculdade e não conseguir arrumar um emprego que você imagina estar à sua altura, não desespere,  rebaixe seus padrões, e invista em uma colocação dentro do seu ramo de atividade: começando como auxiliar, e passando pelos setores que forem aparecendo. E também, não tenha medo de mudar de emprego, se na empresa X você é contratado para ser auxiliar de escritório, e na empresa Y você é contratado para ser auxiliar administrativo, ganhando a mesma coisa, vá para a empresa Y, pois o que importa é a experiência!

Espero que tenha gostado! Compartilhe e nos ajude a divulgar conhecimento.

Fique atento á mais novidades.

 

Redação: Caíque Oliveira

Ilustração: Caíque Oliveira

Revisão: Miriam Barcellos

 

 

 

 

Por: Caique Oliveira

Publicado em: 21 de agosto de 2017

Categorias: Colégio, EAD, Faculdade, Técnico
Tags: , , , , , .