CONSTRUINDO UMA CARREIRA DE SUCESSO ATRAVÉS DE COMPETÊNCIAS.

A preocupação com a carreira profissional inicia-se, normalmente, quando o jovem, está frequentando o ensino médio e começa a se questionar sobre qual o curso universitário que irá fazer. Nesse momento ele é “bombardeado” com informações sobre profissões, cursos, faculdades e melhores empresas para se trabalhar, dentre outros.A pressão psicológica é grande, por isso, o apoio emocional vindo, principalmente, de pais e professores, é muito importante. Porém, não é tudo. É preciso orientação sobre essas informações. Elas devem ter sentido para esse jovem.

Será que o que lhe interessa conflita com o que interessa aos seus pais? À sociedade? Ao mercado de trabalho e a evolução deste? Onde ele poderá encontrar aquilo que anseia? O que deve conhecer e fazer para chegar lá?

Observe o peso e a pressão que o cerca para a tomada desta decisão tão importante. Analisando essas questões, verifica-se que as respostas não dependem somente de fatores externos, mas há muito que se pesquisar em relação aos seus próprios fatores pessoais. O que quero dizer é que o jovem, além de conhecer o que o mercado exige e o que a sociedade lhe oferece para ajudá-lo a responder à essas expectativas, é preciso, também, que ele conheça a si
mesmo. A reflexão sobre si lhe proporcionará o autoconhecimento que facilitará a tomada de decisão sobre o
caminho que lhe dará satisfação, sucesso e prosperidade. Com essa reflexão, o jovem descobre suas características, conhecimentos, habilidades, interesses, desejos e torna-se capaz de determinar suas competências.

A partir desse momento, fica mais fácil constatar as oportunidades que melhor se adequem ao seu perfil de acordo com as suas competências, ou ainda, o que falta e precisa ser desenvolvido ou adquirido. Hoje, a área de Recursos Humanos das Organizações utilizam o conceito de competências para estabelecer critérios de atratividade e seleção. Selecionam os futuros empregados de acordo com seus conhecimentos, habilidades e atitudes. Não basta o título acadêmico para garantir um emprego. Além dele, é preciso que o candidato tenha as competências que o cargo exige.

O mesmo ocorre, nos processos de seleção para promoções, aprovação de bolsas de estudos, na proposta de remuneração, na avaliação do desempenho, nos treinamentos e planos de carreira. Sabedores disso, todo aquele, independente da idade ou experiência de vida que anseia por um desenvolvimento profissional, deve tomar ciência de suas competências. O ideal é elaborar um planejamento de sua carreira, definindo aquelas que já têm e aquelas que estão em potencial para
serem desenvolvidas.

Devemos então, criar um plano de ação que determine as ações, os objetivos e metas, o cronograma com datas e horários, os recursos a serem utilizados, o local, etc. Vale ressaltar que, o plano de ação é dinâmico e deve ser revisto com certa frequência para verificar se as propostas foram concluídas ou estão em estágio de desenvolvimento.

Se você já está trabalhando e quer se manter na empresa, verifique se tem plano de carreira e o
considere em seu planejamento. Por exemplo, para sua próxima promoção, quais são as competências que lhe faltam e o que deve fazer para adquiri-las: um curso, um aprimoramento ou especialização? Um treinamento para aumentar os resultados do que já faz? Melhorar os relacionamentos interpessoais? Melhorar sua postura, sua forma de se comunicar, seu modo de se vestir? Enriquecer sua leitura? Participar de eventos profissionais como feiras, congressos etc.?

Faça o mesmo, se está pretendendo mudar de emprego, procure conhecer as necessidades e expectativas da organização para a qual você está querendo trabalhar. Neste momento “olhar para fora” é importante, acompanhar o avanço da tecnologia e as reformulações que promovem nas atividades profissionais e nas empresas. Assim, atualizará constantemente seus conhecimentos, habilidades e atitudes desenvolvendo sua empregabilidade, sua capacidade de estar empregado.

Lembre-se que você deve descobrir como alinhar suas competências às exigências do mercado de trabalho ou ainda, procurar nesse mercado oportunidades que se alinhem às suas competências.

Prof. Ms Silvia Aparecida Raimundo
Prof. Ms Silvia Regina Guberovic
Prof. Ms Valéria Guedes Caruso

Por: Caique Oliveira

Publicado em: 7 de agosto de 2017

Categorias: Faculdade, Gestão
Tags: , , , , , , , .