Eniac participa da VI Reunião Latino-Americana CDIO realizada de 02 a 04 de Maio em Lorena, SP

Seu objetivo inicial era conhecer a iniciativa CDIO e entender de que maneira ela pode colaborar com a aprendizagem ativa de seus estudantes de engenharia. Ao longo do evento houveram discussões importantíssimas sobre a formação do engenheiro, o mercado de trabalho das engenharias, as exigências aos quais são submetidos esses profissionais e, principalmente, sobre a missão cursos de engenharia no que se refere à formação desses profissionais.

Inovação se faz com ideias. Por isso, dispor de mão de obra qualificada é primordial para atender os desafios do mercado e as demandas das indústrias instaladas no país. A necessidade da manufatura avançada de conectar máquinas, pessoas e sistemas faz crescer a procura por profissionais altamente qualificados, sobretudo por engenheiros. 

Tendo em vista esse cenário, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) têm atuado em busca da modernização dos currículos das engenharias no Brasil. O contexto atual requer uma formação que privilegie, por exemplo, o domínio de competências ligadas ao desenvolvimento e gestão de projetos, além de habilidades como empreendedorismo, liderança, criatividade, facilidade de trabalho em equipes multidisciplinares e capacidade de aprendizado autônomo.” DESTAQUES DE INOVAÇÃO: Recomendações para o Fortalecimento e Modernização do Ensino de Engenharia no Brasil (CNI, 2018).

São esses os dois primeiros parágrafos da recente publicação elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e que aponta para a urgente necessidade de atualização dos currículos dos Cursos de Engenharia. No momento não se fala mais sobre a escassez de engenheiros, aliás, motivo de grande reflexão pouco tempo atrás. Perdura, no entanto, a afirmação de que o ensino das engenharias permanece desfocado da realidade do mercado.

Preocupado com o impacto dessa afirmação para o desenvolvimento sustentado de Guarulhos, o Centro Universitário Eniac se mantém alerta e engajado na busca por propostas e modelos educacionais inovadores que venham a aprimorar o aprendizado de seus estudantes, incluindo, os de engenharia.

É exatamente nesse cenário que se enquadra o CDIO (Conceive-Design-Implement-Operate), uma iniciativa que colabora com a formação da próxima geração de engenheiros ou, como bem colocou o Professor. Dr. Messias Borges Silva, associado da Universidade de Harvard-MIT, que “norteia a formação do engenheiro padrão classe mundial”. São esses, os engenheiros “solidamente fundamentados, tecnicamente amplos, globalmente engajados, éticos, inovadores, excelente colaboradores, líderes visionários.” (em palestra conferida durante a VI Reunião Latino-Americana CDIO).

A iniciativa CDIO dispõe de um framework (ou estrutura padronizada) que enfatiza a educação da engenharia de forma muito ampla, inserida, pois, em um contexto no qual se consideram a concepção (conceive), o desenho (design), a implementação (implement) e a operação (operate) de sistemas e produtos do mundo real.

Para conhecer mais sobre essa iniciativa, é preciso “mergulhar de cabeça” nos seus 12 StandardsNós do Centro Universitário Eniac já embarcamos nessa onda, certos de que o conhecimento e a implementação desse framework colabora com a formação, não apenas de engenheiros padrão classe mundial, mas de todo e qualquer sujeito-profissional de sucesso no mundo.

Por: Simone Vianna

Publicado em: 6 de maio de 2018

Categorias: Aprendizagem Ativa, Faculdade, Inovação
Tags: , .