Evento inédito na ENIAC, teve por objetivo difundir a cultura literária e musical e aconteceu na Multibiblioteca Mario Ferreira Mansur Guerios

Ao som de músicas nacionais compostas ou interpretadas por Chico Buarque, Ana Carolina e Djavan ouvidas numa caixa de som e em fones de ouvido espalhados sobre uma mesa da qual era possível encontrar frases devidamente enroladas e colocada em copos , livros marcados com um “leia-me”  ou espalhadas pela mesa; uma cesta com pergaminhos devidamente enrolados contendo trechos ou fragmentos de poesias, um declamatório onde o aluno poderia ler poesias de autoria de Cecilia Meireles, Pablo Neruda, Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade, ocorreu no dia 11 de abril a primeira edição do Banquete lítero-musical.

O propósito do encontro – dentro do Abril Literário – é o de incentivar a cultura e a arte dentro do ambiente acadêmico, apropriando-se de um espaço que é de passagem do alunado da instituição. Coordenado pelo gestor da Bibilioteca, professor Jacques Miranda, no lugar foi possível ainda montar instalações (esculturas), chamando a atenção dos participantes que normalmente frequentam o ambiente visando obter subsídios para seus trabalhos escolares.

Além de funcionários do Eniac, vários professoros estiveram presentes com suas respectivas turmas. Os alunos da faculdade, em especial do curso de Comunicação Social adoraram a iniciativa. “Sempre adorei livros e é a primeira vez que participo de um evento como este. Achei o máximo”, disse Ana Claudia Jacob, de 28 anos. Vanessa Marroque, 19 anos, do mesmo curso, compartilhou sentimento idêntico e complementou: “É a primeira vez que declamo uma poesia”.

Para os alunos que estavam no ambiente multimídia, normalmente paravam seus afazeres para ouvir alguma declamação e aplaudiam.  Alguns alunos saíam de seu computador e iam até lá arriscar declamar algumas frases pegas ao acaso na mesa, sendo sempre aplaudidos pela iniciativa, sem contar aqueles que deram uma passadinha só para escrever uma frase no mural.

É a segunda semana que o Eniac promove eventos de natureza literária. A idéia é quebrar aquele estigma que diz que o ENIAC é uma instituição apenas tecnológica: “Devemos aprender a conviver em comunhão, computadores, livros e pessoas”,  afirmou Miranda. O primeiro  da série foi um Sarau Litero-musical onde os colaboradores da biblioteca explicaram aos presentes suas experiências com a leitura de lvros. No dia, foi sorteado aos participantes um livro de autoria do gestor da Biblioteca.

Agradecimento especial aos colaboradores da Biblioteca que organizaram todo o evento e que, como tantos outros, foi considerado um sucesso.

A próxima edição será um Sarau com a participação dos professores e uma palestra que versará sobre a produção de livros.

Por: Eniac

Publicado em: 12 de abril de 2012

Categorias: Faculdade.