Se você sonha em ser professor, chegou ao lugar certo! Neste post, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre essa carreira.

Descubra o que é necessário para dar aulas e quais são as diferenças de trabalhar em escolas públicas e particulares.  

Acompanhe o post para saber o que você precisa desenvolver para se destacar no mercado de trabalho.

O que é necessário para ser professor

Já se imaginou dando aulas para uma turma cheia de alunos? Cresceu brincando com lousa e giz e adora ensinar o que sabe para as outras pessoas?

Se você respondeu sim para as duas perguntas, você acaba de dar um match na carreira de professor.

Saiba o que você precisará fazer para se tornar um profissional da área. Há vários caminhos possíveis!

Licenciatura

Os cursos de licenciatura são aqueles voltados para capacitar o aluno a dar aulas de matérias específicas. É o caso, por exemplo, das graduações de Geografia e de História. 

Os professores licenciados podem assumir turmas do Ensino Fundamental ao Médio. São especialistas no ramo de formação, portanto, dão aulas apenas sobre a própria área.

Normalmente, as licenciaturas têm duração de quatro anos.

Normal Superior

O curso Normal Superior é uma graduação, com duração de oito semestres. 

As pessoas que terminam essa faculdade estão preparadas para dar aulas para estudantes da Educação Infantil. 

Esse é uma formação que surgiu após as mudanças do antigo Magistério — Ensino Médio voltado para preparação de novos professores.

Pedagogia

A graduação em Pedagogia é ideal se você quer dar aula para crianças da Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental.

O curso tem duração de 4 anos e faz parte das Ciências Humanas. Visa preparar o futuro profissional a trabalhar como educador.

A grade curricular inclui conteúdos ligados a prática pedagógica, metodologias e processo de ensino-aprendizagem. 

Especialização 

Se o seu maior sonho é dar aulas no Ensino Superior, você precisará continuar os estudos após a graduação.

Os professores universitários ganham mais quando comparado aos da Educação Básica. Por isso, o nível de exigência de formação também é grande.

Para se juntar a esse grupo, você deve ter pelo menos uma especialização. Em universidades públicas, os concursos exigem título de mestrado e doutorado para maior parte das vagas.

Como ser professor - sala de aula

Onde trabalhar?

Uma coisa é certa sobre essa profissão: dificilmente um professor fica desempregado no Brasil. Isso porque temos uma população muito grande e má distribuição de mão de obra pelas regiões do país.

Há oportunidades na rede pública e nas escolas particulares. Cada uma delas tem vantagens e desvantagens.

Saiba um pouco mais sobre isso para entender o que esperar. 

Escolas públicas

As escolas públicas são maioria no Brasil. Por isso, é mais provável conseguir um emprego em uma delas.

Quem deseja trabalhar na rede pública – seja municipal, estadual ou federal – deve ser aprovado em concurso.

Conheça as dores e as delícias de ser professor da rede pública.

Vantagens

Como os professores das instituições de ensino pública são concursados, possuem estabilidade de carreira. Isso significa que, a não ser que você dê um vacilo bem grave, dificilmente você será demitido.

Além disso, ainda há regras mais brandas para aposentadoria do que os demais profissionais de outras áreas.

O plano de carreira do professor é o mesmo para todas as esferas e estimula a continuidade da formação. Em alguns cargos, o salário é compatível com a rede particular.

Desvantagens

Você provavelmente já leu alguma notícias nas redes sociais ou recebeu algum vídeo no Whatsapp sobre agressão a professores. Infelizmente, a insegurança nas escolas públicas é maior.

Ela ainda é agravada pela falta de investimento na educação. Por isso, muitas vezes, o professor tem que se virar e usar a criatividade para prender a atenção dos estudantes.

Tenha em mente que, em alguns casos, o salário pode ser abaixo do que você espera. Assim, pode ser necessário trabalhar em mais escolas para conseguir pagar os boletos no final do mês.

Escolas particulares

Encontrar uma vaga em uma escola particular é o sonho de muitos profissionais de educação. 

Trabalhar em uma instituição privada pode ser bom mesmo. Porém, como tudo na vida, também existem obstáculos.

Conheça, a seguir, os dois lados da moeda.

Vantagens

As escolas particulares fazem mais investimento em infraestrutura e tecnologia. Por isso, é bem provável que você tenha tudo o que precisa em mãos para se preocupar apenas em ensinar.

Além disso, os alunos estão mais acostumados com cursos complementares. Portanto, têm mais hábito de estudo e se interessam mais pelo que é ensinado.

Na maior parte das instituições de ensino, há um plano de cargos e salários bem definido. A média salarial costuma ser superior da paga na rede pública.

Desvantagens

Nem tudo são flores. Muitos professores de escolas particulares reclamam sobre o comportamento de pais e alunos. O fato de estar pagando a mensalidade faz com que algumas pessoas percam a noção de limite.

Algumas famílias acreditam que o professor deve atender toda as vontades do estudante, ultrapassando a barreira do bom senso. 

Além disso, há ainda exigência do profissional se adequar ao método e aos princípios ensinados pela escola para continuar empregado. 

Como ser professor - educação

Dicas para se tornar um bom professor

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as oportunidades de trabalho para o professor, vamos dar dicas práticas sobre a carreira.

Listamos algumas competências que você deve desenvolver ao longo da graduação para ter sucesso na profissão. 

Confira!

1) Aproveite os recursos tecnológicos

Provavelmente você está lendo esse post do seu smartphone. Pode ser, inclusive, que você esteja em sala de aula, olhando o celular.

A tecnologia mudou de vez a forma como consumimos conteúdo. Por isso, não adianta ignorá-la.

Para ser um bom professor, você deve entender quais são os recursos que podem ser utilizados. Há muito a se explorar com os estudantes, da linguagem das redes sociais aos equipamentos audiovisuais.

2) Seja criativo

Não ter todos os recursos que você gostaria em mãos não é desculpa para não fazer um bom trabalho.

A criatividade é uma habilidade é fundamental para tornar as suas aulas mais descontraídas e prender a atenção de crianças e adolescentes.

3) Continue estudando

A melhor forma de ensinar é pelo exemplo. Continuar estudando é uma maneira de mostrar aos seus alunos que você também está em constante aprendizado.

Busque cursos complementares, leia muito e saiba tudo sobre atualidades. Dessa maneira, sua aula será mais interessante. 

Graduação: o caminho para ser professor

Como você já notou, o primeiro passo para ser professor é concluir a graduação. Portanto, é interessante buscar uma instituição de ensino de qualidade para se formar.

Pesquise sobre a avaliação do Ministério da Educação e peça indicações de amigos antes de se matricular. Assim, você seleciona melhor a faculdade em que vai estudar.

Quer receber mais dicas de carreira? Acesse Baixe nosso material exclusivo para descobrir como ser o melhor profissional do mercado.