O início do ano vem cheio de novidades! Se você fez o Exame Nacional do Ensino Médio, essa época vem cheia de expectativa, pois os resultados saem e você vai descobrir em qual universidade poderá entrar. E caso você passe para um curso em uma universidade privada, é interessante entender como funciona o ProUni.

Mas afinal, o que é o ProUni? De acordo com o site oficial, o ProUni (sigla de Programa Universidade para Todos) é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC) que fornece bolsas de estudo parciais e integrais em instituições de ensino particulares para estudantes de baixa renda que ainda não têm um diploma de nível superior.

O objetivo e os tipos de bolsa do ProUni

O objetivo do ProUni, criado em 2004, é ampliar o acesso à educação de nível superior para a população de baixa renda e promover a igualdade social. De acordo com o site do programa, são dois tipos de bolsa disponíveis:

  • Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.
  • Bolsa parcial de 50%: para estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

como-funciona-o-prouni

Quem pode participar do ProUni

É necessário que o candidato se enquadre em alguns pré-requisitos para poder participar do programa. São eles:

  1. Ensino Médio:

O candidato deve ter completado o ensino médio na rede pública. Ou, caso tenha estudado na rede particular, deve comprovar que estudou com bolsa integral.

  1. Renda familiar bruta:
  • Para obter bolsa integral a renda familiar bruta mensal, por pessoa, precisa ser de até um salário mínimo e meio.
  • Para obter bolsa parcial é candidato quem possui renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos.
  1. Participação no Enem:

O candidato também precisa obrigatoriamente ter participado do Enem do ano anterior porque a nota obtida no exame serve como critério de classificação. Quanto maior a nota, maiores as chances de se obter o benefício.

  1. Nota mínima no Enem:

O MEC ainda estabelece uma nota mínima para conseguir uma bolsa. Atualmente são necessários ao menos 450 pontos na prova de conhecimentos e não ter zerado a redação.

Como e quando se inscrever no ProUni

O Prouni 2019/1 já tem cronograma definido. As inscrições serão recebidas de 29 de janeiro de 2019 a 1º de fevereiro e são exclusivas para quem fez o Enem 2018. O resultado do ProUni 2019/1 será publicado em 4 de fevereiro. Nesta primeira chamada, as matrículas serão realizadas até o dia 15 seguinte.

A segunda chamada regular do ProUni 2019/1 será realizada em 18 de fevereiro e suas matrículas vão até o dia 1º de março. O candidato ainda pode se mostrar interessado na lista de espera em 7 e 8 de março. As instituições de ensino poderão acessar a lista de espera no dia 11 seguinte.

De acordo com o edital do ProUni, o candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de Ensino Superior para comprovar as informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição.

Lembre-se que os resultados do processo seletivo do ProUni estão disponíveis no site do programa, pelo telefone 0800-616161 e pelas próprias instituições participantes. E é de inteira responsabilidade dos candidatos pré-selecionados cumprir os prazos estabelecidos e acompanhar eventuais alterações.

Por isso, agora que você já sabe como funciona o ProUni, organize o calendário e comece o ano tranquilo e, na universidade! Visite o site de graduação da Eniac e descubra quais cursos estão esperando a sua matrícula.

E para te ajudar a abrir a mente e pensar fora da caixinha, que tal um e-book que te ajude a alcançar sucesso profissional dentro da administração? Você sabia que essas práticas podem começar dentro da própria faculdade?