A Engenharia Mecânica é um dos ramos mais conhecidos da engenharia e também um dos mais atraentes. Saiba que a alta procura por profissionais e os bons salários são apenas alguns dos motivos.

Você está pensando em se tornar um engenheiro mecânico?

Então continue lendo para saber como é a faculdade, quais são as principais matérias que você vai estudar e por que você deve apostar nessa carreira!

 

Engenharia Mecânica

Faculdade de Engenharia Mecânica: o que você precisa saber

O curso de Engenharia Mecânica tem duração média de 5 anos e costuma ser oferecido na modalidade bacharelado. Isso quer dizer que a formação é generalista, ou seja, inclui conhecimentos tanto práticos quanto teóricos sobre a área.

Geralmente, o foco dos estudantes é o setor automobilístico, que nada mais é do que a indústria de automóveis. 

Mas você precisa saber que dá para atuar em diferentes setores.

Tanto que é comum os estudantes mudarem de ideia ao longo do curso e se interessarem por outros ramos da Engenharia Mecânica. 

As possibilidades são várias pelo fato dessa ser uma das engenharias mais antigas do mundo. Portanto, muito conhecimento foi sendo acumulado com o passar do tempo.

Características do curso

Como você deve imaginar, as matérias de Exatas têm presença marcada em praticamente todos os semestres. Afinal, para desenvolver máquinas e trabalhar com equipamentos, você vai precisar dominar os cálculos.

Conseguir ler e fazer desenhos técnicos também é muito importante. Isso porque eles são a base dos projetos de Engenharia Mecânica.

Os estudantes ainda aprendem sobre outros assuntos úteis para o dia a dia da profissão, como Cidadania e Ética, Empreendedorismo, Modelos de Gestão, etc.

Perfil dos estudantes

Gostar de Matemática e Física é um dos requisitos. Quem tem dificuldade com as matérias de Exatas provavelmente não vai curtir a faculdade de Engenharia Mecânica.

A maioria dos estudantes é apaixonada por tecnologia e inovação, que são elementos sempre presentes na profissão. E, claro, é preciso gostar de estudar, já que o curso exige dedicação.

Engenharia Mecânica

Conheça 5 matérias importantes do curso

A grade curricular da faculdade de Engenharia Mecânica é formada por várias disciplinas, sendo a maioria de Exatas. 

Como em boa parte dos cursos, há matérias teóricas e outras práticas.

Veja abaixo quais são algumas das principais disciplinas:

Desenho Técnico

O desenho técnico é uma das ferramentas usadas pelos engenheiros – e também por designer e arquitetos – para representar no papel um projeto de carro, máquina, entre outras peças.

Para isso, os alunos aprendem a usar vários conhecimentos de geometria, perspectiva, como representar diferentes objetos, usar normas técnicas, fazer projeções e diversos tipos de representação.

Eletricidade

A maioria das máquinas funciona à base de energia elétrica. Por conta disso, os futuros engenheiros precisam entender sobre eletricidade e como ela pode ser usada em seus projetos.

Assim, nesta disciplina, são ensinadas as leis fundamentais da eletricidade, teoremas dos circuitos, transformadores, etc.

Gestão de Projetos

Mais do que dominar as partes técnicas, um engenheiro mecânico precisa saber administrar projetos. É por isso que essa disciplina faz parte da grade curricular do curso.

Principalmente nos cargos mais altos, a gestão é uma das principais funções dos profissionais. Tanto que esta é uma habilidade cada vez mais valorizada pelas empresas.

Sistemas Fluidos Mecânicos

Para quem não é da área, o nome chega até a assustar. Mas fique sabendo que trabalhar com Sistemas Fluidos Mecânicos é algo básico para os engenheiros.

Esses sistemas nada mais são do que conjuntos de máquinas ou dispositivos usados para retirar ou adicionar energia. Um bom exemplo disso é o ar condicionado.

Termodinâmica

A Termodinâmica é uma área da física que surgiu a partir da necessidade de fazer as máquinas serem mais eficientes. O que ela estuda são as trocas de calor entre os sistemas e o ambiente.

Portanto, é uma disciplina importante para que os engenheiros aprendam a usar as leis da física de forma eficiente ao desenvolver veículos, máquinas e equipamentos variados.

4 motivos para apostar na Engenharia Mecânica

Agora chegou a hora de conhecer por que essa carreira costuma render bons frutos. Confira abaixo:

1. Ótimos salários

É claro que todo mundo deseja fazer o que gosta. No entanto, não dá para negar que o salário é um fator muito importante na hora de escolher uma profissão.

Os salários pagos para os engenheiros são alto quando comparados a outras profissões. Em um emprego com carga horária de 8 horas por dia, o piso salarial do engenheiro é de R$ 8.483.

2. Não falta emprego

O mercado de trabalho para engenharia é mais um ponto positivo. Isso porque é uma das carreiras em alta para 2020.

Além disso, por haver muitas oportunidades de atuação, dificilmente os engenheiros ficam sem empregos.

3. Conversa com outras engenharias

Como foi dito antes, a Engenharia Mecânica é uma das engenharias mais antigas. E essa acaba sendo mais uma das vantagens.

Afinal, ela acaba interagindo com as outras engenharias (Elétrica, Civil, Automação, entre outras), o que criar ainda mais possibilidades para os profissionais.

4. Raciocínio afiado

O conjunto de matérias estudadas ao longo do curso faz os estudantes desenvolvem um raciocínio de dar inveja. Essa lógica e rapidez para encontrar soluções fazem os engenheiros serem procurados para trabalhar em outras áreas.

Tanto que muitos acabam se tornando líderes em grandes empresas, pois a visão deles é um diferencial para as questões estratégicas de um negócio.

Ficou mais fácil escolher a carreira?

Depois de ler isso tudo, a conclusão é: a Engenharia Mecânica é, de fato, uma carreira com boas oportunidades. Porém, esse não é o único fator que você precisa considerar na hora de escolher um curso superior.

Você deve se perguntar também se a profissão tem mesmo a sua cara. O que você acha?

Se as dúvidas ainda estão no ar, não deixe de continuar lendo bastante sobre ensino superior, mercado de trabalho e carreira.

Não sabe por onde começar? Assine a newsletter do Eniac e receba conteúdos em primeira mão!