Um grito de socorro

No último dia 19, os alunos do Ensino Fundamental II participaram de uma dinâmica extremamente simples, amassar uma folha de papel, isso mesmo, pois uma folha nova, quando agitada, faz um barulho incrível aos ouvidos mais perceptivos. Mas, uma folha amassada, jamais será a mesma. Ela perde o brilho, o som e absorve marcas que tempo algum é capaz de apagar.

E se fosse com você?

Situações aparentemente simples podem ser bem mais complexas do que se imagina. Muitas pessoas sofrem em meio a um silêncio quase enlouquecedor e na maioria das vezes, por vergonha. Sufocam-se em meio à dor e à solidão, pedem socorro desesperadamente em meio ao olhar.  No geral, as pessoas dizem que estão “muito ocupadas”, “atrasadas” e, às vezes, desinteressadas demais às dificuldades alheias. Não há tempo para o agora, por vezes, vive-se apenas o futuro. Em vista dessa percepção, a equipe do Fundamental II do Colégio Eniac desenvolveu o projeto “E se fosse com você?”.

A proposta, em formato de projeto, tem como objetivo sensibilizar os alunos por meio de filmes (Um grito de socorro), discussões e atividades que promovam uma reflexão cuidadosa em relação ao “Bullying”. Durante as atividades, percebeu-se a necessidade do direito a fala, o desejo de ser ouvido e o respeito com relação ao outro. Assim, daremos continuidade a este projeto de uma forma prática através dos “Patrulheiros do bem”. Cada aluno sorteará um colega para cuidar à distância. Os alunos terão a missão de se aproximarem de forma amigável de um colega que ele não tenha tanta afinidade.

A missão do discente será de atentar-se mais ao próximo, não tendo necessariamente nenhum envolvimento com possíveis problemas. A tarefa dar-se-á apenas como forma de observação. Muitas vezes, o que falta, é apenas um olhar mais detalhado e atento com relação ao outro. A qualquer dúvida ou sinal de problema, o aluno se reportará ao seu professor orientador.

Com isso, é o nosso intuito promover uma ação coletiva e sensibilizadora, fazendo com que as reflexões desenvolvidas minimizem o desrespeito com o outro, além de desenvolver a escuta e acolhimento humano, estreitando os laços solidários entre as pessoas e grupos sociais citados.

Texto escrito por: Elaine Lima – Professora de Língua Portuguesa do Colégio Eniac.

Alguns momentos da palestra foram registrados, veja aqui:

Por: Leonardo Amaral

Publicado em: 21 de setembro de 2018

Categorias: Colégio.