Educação Financeira Infantil – Por onde começar?

Muitos de nós adultos passamos por problemas em administrar nosso dinheiro, as vezes gastamos mais que deveríamos ou nos perdemos com as economias da casa. Para que isso seja menos complexo para nossos pequenos, é necessário que o assunto seja tratado o quanto antes, inserido desde cedo no cotidiano da família, afinal muitos ensinamentos que aprendemos na infância nos acompanham pra toda vida.

É necessário apostar em ações que ajudem a gerir seu próprio dinheiro, compreendendo o básico sobre finança. Podemos então criar diversas situações que estão em contato constantemente com o universo das crianças e assim educá-las financeiramente desde pequeno.

Confira um pequeno passo a passo.

1 . Incentive o uso do cofrinho.

Essa é uma das melhores ideias! Dar de presente um cofrinho para uma criança estimula além do desafio em ver seu “porquinho” cheio, a economia, incentivando-o a sempre colocar moedas com frequência lá dentro.

Mas é importante explicar que o cofrinho só poderá ser aberto/quebrado quando o objetivo estiver concluído. E que o pequeno deverá ir pensando em algo pra comprar com o dinheiro.

2 . Mesadas

Esse é o próximo passo, quando seu filho já alcançar a idade entre 9 a 11 anos. Especialistas em finanças dizem que a periodicidade ideal para dar mesada às crianças é: semanal, dos 6 aos 8 anos, quinzenal, dos 9 aos 11, e mensal a partir dos 12 anos. Assim vão aprendendo a noção de controlar seus próprios gastos.

3 . Ensine a registrar gastos.

Registrar tudo o que se faz  é importante para controlar toda entrada e saída do dinheiro, pois assim poderá ver para onde ele está indo, quanto está sendo gasto e quais os consumos que podem ser cortados.

Passe esse ensinamento para seus filhos: mostre a eles as vantagens de ter todas as despesas registradas com precisão e como fazer isso de maneira eficiente e prática

A aprendizagem na infância ocorre de forma simples e natural e guiará uma pessoa em todas as escolhas da adolescência e da vida adulta. Sendo assim, uma criança que tenha recebido lições sobre como lidar com o dinheiro terá mais facilidade de ser um adulto capaz de controlar seus gastos, ou seja, um melhor gestor da própria vida financeira.

Por isso, a educação financeira infantil é fundamental! Adotá-la em casa é uma forma de criar saudáveis hábitos de consumo e manter distante o consumismo, fonte de futuras angústias e endividamentos.

Espero que tenham gostado e que nossas dicas ajudem a educar os filhos desde a infância.

Fique Atento á mais novidades.

 

Por: Caique Oliveira

Publicado em: 16 de agosto de 2017

Categorias: Colégio, Educação Infantil, Fundamental I, Fundamental II
Tags: , , , , .