Neste último dia de Festival, Pedro acompanhou a palestra de Alaa Murabit que falou sobre um tema muito interessante a nós brasileiros: “quem tem direito à educação?” De acordo com os números mostrados 101 milhões de crianças no mundo todo não tem acesso à educação, sendo 59% destas, meninas.

Através de uma discussão bastante profunda Alaa coloca que o potencial econômico de educar essas 60 milhões de meninas e mulheres que não tem acesso a escola atualmente, é equivalente ao crescimento econômico da Índia e China, juntos. A palestrante detalhou as causas dessa situação, e levanta esses 7 motivos, como os problemas a serem resolvidos para conseguirmos promover a educação acessível.

Em seguida, Pedro assistiu ao ex- secretário de educação da fundação Priscilla Chan Mark Zuckerberg, que contou sobre como eles pretendem resolver o problema de proporcionar uma educação impactante para todos através de investimentos em estratégias que comprovadamente funcionam. O secretário falou sobre quais estratégias podemos usar para alcançar um padrão educacional de alto impacto e acessível a todos por meio de ambientes de aprendizado e relacionamentos duradouros.

Durante esses três dias, aprendemos muito sobre a inovação na educação e também refletimos sobre a situação educacional do Brasil em relação aos outros países do mundo.

Certamente estamos no caminho certo, mas existe uma longa jornada pela frente.

É hora de refletir sobre tudo que aprendemos e sobre de que modo podemos inovar na educação brasileira. Há muito o que se fazer, mas toda caminhada começa com o primeiro passo. Vamos em frente!

Ana Bondioli

Por: Ana Bondioli

Publicado em: 9 de março de 2018

Categorias: Aprendizagem Ativa.